Valfenda

valfenda_rivendellpainting.jpg
Valfenda, também conhecida por Imladris, foi o reino de Elrond, e durante a Terceira Era foi um dos únicos reinos dos Elfos na Terra-Média. Muito da história e arte dos Elfos foi preservada em Imladris, e foi um local de paz e beleza sem limites.

Muitos Elfos viviam em Imladris, incluindo Celebrían (mulher de
Elrond); Elladan, Elrohir e Arwen (filhos de Elrond); o Senhor Élfico
Glorfindel; Erestor, conselheiro de Elrond; Lindir e muitos outros.
Muitos viajantes também iam para Imladris, pois era um refúgio e um
local de descanso e arte.

 

Localização

valfenda_mapa.jpgValfenda era um vale profundo na parte este de Eriador, perto das Montanhas Nebulosas. Estava escondido da vista por vários cumes altos. Era acessível através de uma escadas ziguezagueantes que desciam até ao fundo do vale.

O vale era atravessado por rio mais a sul, dentre os dois que formavam o Bruinen. Uma estreita ponte de pedra atravessava o rio, e na margem norte estava a Última Casa Acolhedora, onde morava Elrond. Jardins rodeavam a Casa, que possuía um terraço com vista para o rio.

História de Imladris

Elrond fundou Imladris no ano 1697 da Segunda Era, após a destruição de Eregion por Sauron; onde os Anéis do Poder foram forjados. Dois anos depois, em 1699, os exércitos de Sauron invadiram Eriador, e Imladris foi sitiada mas não conquistada. Em 1701, Sauron foi expulso de Eriador.

Neste mesmo ano teve um Conselho em Imladris, e foram convocados Gil-galad, Elrond e Galadriel, entre outros. Foi decidido que Imladris seria a fortaleza dos Elfos no leste de Eriador. Elrond era o carregador do Vilya, um dos Três Anéis dos Elfos, e ele usou o poder do seu Anel para manter a beleza e a segurança de Imladris.

No final da Segunda Era em 3431, os exércitos da Última Aliança no comando de Gil-Galad evalfenda_rivendellnasmith.jpg Elendil se juntaram em Imladris. Nunca mais nenhum exército daquele tamanho se juntaria na Terra-Média. De Imladris eles marcharam até Mordor e lutaram na Guerra da Última Aliança, que terminou na derrota temporária de Sauron.

Isildur foi morto após a Guerra e o Um Anel que ele havia tomado de Sauron foi perdido; mas a linhagem de Isildur permaneceu em Imladris, onde sua mulher e filho (Valandil) ficaram seguros. Quando o Reino do Norte acabou e a linhagem do Isildur foi sendo continuada pelos Chefes dos Dúnedain; os filhos dos Chefes morariam em Imladris na sua juventude. Elrond também havia em sua possessão os símbolos da Linhagem de Isildur: o Cetro de Annúminas, o Elendilmir, o Anel de Barahir e os fragmentos de Narsil.

Quando Aragorn se tornou o Décimo-Sexto Chefe dos Dúnedain aos dois anos, ele morou em Imladris (seguindo o costume) até os vinte, e se apaixonou por Arwen, a filha de Elrond.

valfenda_frodoriven.jpgImladris também foi onde Bilbo Bolseiro, Gandalf o Cinzento e Thorin & Companhia pararam para descansar na famosa viagem até o Reino de Smaug (antigo Erebor), antecedendo a Batalha dos Cinco Exércitos, a Morte de Smaug e a re-construção de Erebor. Bilbo também foi para Imladris no ano 3002 da Terceira Era e lá permaneceu até 3021.

Durante a Guerra do Anel, Frodo Bolseiro foi para Imladris quando deixou o Condado com o Um Anel, em Setembro de 3018. Ele foi perseguido pelos Nazgûl, e no Rio Bruinen, Elrond fez as águas do rio subir, e os Nazgûl foram ‘derrotados’.

Em 25 de Outubro o Conselho de Elrond foi convocado em Imladris para determinar o que deveria ser feito com o Anel. Foram convocados várias pessoas que haviam vindo até Imladris com notícias ou procurando conselhos; incluindo Legolas de Mirkwood; Gimli e Glóin da Montanha Solitária e Boromir de Gondor, que havia visto num sonho que os fragmentos de Narsil estavam em Imladris. Frodo se voluntariou para levar o Anel até Mordor e o destruir, e uma Comitiva de oito companheiros foi criada para o acompanhar. Narsil foi re-forjada pelos Elfos e Aragorn o re-nomeou Andúril. A Comitiva saiu de Imladris em 25 de Dezembro.

valfenda_rivendellmovie.jpgApós a derrota de Sauron, Elrond decidiu deixar a Terra-Média. Em Setembro de 3021, ele abandonou Imladris acompanhado por Bilbo Bolseiro e foi para o Oeste, saindo dos Portos Cinzentos. Na Quarta Era Elladan e Elrohir permaneceram em Imladris por muito tempo e o avô deles, Celeborn foi morar lá com eles. Não é conhecido quanto tempo eles permaneceram em Imladris, nem o que ocorreu com a própria fortaleza após a ida de Celeborn.

Outras Informações

Nome
A fortaleza de Elrond tinha vários nomes, consoante o idioma empregue: Imladris em Sindarin; Karningul em Westron e Rivendell (e Valfenda em português).

O nome Rivendell significa deeply cloven valley (vale fendido), da palavra riven que significa “fendido, separado” e dell, significando “vale”. Imladris significa “vale fendido profundo”. O elemento imlad significa “vale estreito com precipícios”.

Em português Valfenda vem das palavras ‘vale’ e ‘fenda’, literalmente vale fendido.

Autores do Artigo
O 10º membro da Sociedade – Textos e revisão final.
Jedi Solo – Tradução e elaboração da "História de Valfenda".
AlissonTuor – Pesquisa de imagens.

Fontes
Thain’s Book
The Complete Tolkien Companion, J. Tyler

 
Mais Informações