Uglúk

Uruk-hai comandante de Isengard. Uglúk era um Orc grande e
negro da raça dos Uruk-hai, que eram mais altos e fortes que os outros Orcs e
não tinham problemas com a luz do sol. Saruman ergueu um exército de Uruk-hai
em Isengard e deu a eles carne humana para comer. Os Uruk-hai de Isengard
levavam o emblema de Saruman a Mão Branca.

 

Quando Saruman descobriu com seus espiões que o Um Anel
estava sendo levado para o sul pelo Hobbit Frodo Bolseiro, ele enviou Uglúk
para persegui-lo. Saruman deu ordens estritas a Uglúk: “Mate todos MENOS os
Pequeninos; eles devem ser trazidos VIVOS o mais rápido possível… Vivos e
capturados; sem estragos” (As Duas Torres) Uglúk não sabia do Anel mas
acreditava que os Hobbits tinham uma arma que era desejada para a guerra.

Uglúk liderou uma companhia de pelo menos 80 Uruk-hai
acompanhados por mais de 100 Orcs das Montanhas da Névoa. Eles alcaçaram Amon
Hen em 26 de fevereiro de 3019, e encontraram Merry Brandybuck e Pippin Tûk na
floresta. Boromir veio em defesa dos Hobbits, mas ele foi assassinado e os
Hobbits capturados. Ao grupo de Uglúk juntou-se um Orc de Mordor, de nome
Grishnákh, que discutiu com Uglúk que os Hobbits deveriam ser levados a Mordor,
contudo Uglúk exerceu autoridade sobre ele. Ele cortou a cabeça de dois dos agitadores e Grishnákh recuou e deixou
o grupo.

Enquanto eles avançavam para oeste na direção de Isengard,
um soldado de nome Snaga viu um Cavaleiro de Rohan à distância. Uglúk estava
bravo pois o cavaleiro pode escapar para fazer soar o alarme. Ele deu a Merry e
Pippin uma bebida-Orc e os fez correr a passos rápidos. Os Orcs das Montanhas Nebulosas temiam os Cavaleiros de Rohan e eles tentaram escapar para a
Floresta de Fangorn, mas os Uruk-hai os deixaram para trás. Grishnákh se juntou
novamente aos Uruk-hai com Orcs de Mordor e disse a Uglúk que ele tinha a
intenção de assegurar que as ordens estavam sendo seguidas com atenção aos
prisioneiros.

Na noite de 28 de fevereiro, os Cavaleiros de Rohan cercaram
a companhia de Uglúk em uma pequena colina próxima a Floresta de Fangorn. Uglúk
não atacou, pois acreditava que o reforço liderado por Mauhur estava a caminho.
Ele ordenou que Merry e Pippin deveriam ser vigiados e mantidos vivos a menos
que os Cavaleiros quebrassem suas defesas. Grishnákh desobedeceu Uglúk e
carregou os Hobbits para procurar o Anel, mas ele foi assassinado por um
Cavaleiro e Merry e Pippin puderam escapar.

O reforço de Mauhur chegou, mas eles foram derrotados pelos
Cavaleiros. Na madrugada de 29 de fevereiro, os Cavaleiros atacaram a companhia
de Uglúk. Uglúk tentou manter um grupo de seus seguidores e escapar para
Fangorn, mas eles foram eventualmente capturados e assassinados. Uglúk lutou
com Éomer, o líder dos Rohirrim, espada com espada, contudo ele foi derrotado e
Éomer o matou.

 
Fonte: As Duas Torres: “Os Uruk-hai”

Traduzido de: The Thain's Book