Vinho

Bebida apreciada por vários povos da
Terra-Média. Um dos mais renomados vinhedos da Terra-média fica em Dorwinion. As uvas
eram cultivadas em grandes campos e o vinho que era feito lá era muito potente
e trazia sonhos profundos e prazerosos. Também havia vinhedos no extremo sul do
Condado. Um dos mais notáveis vinhos do extremo sul era o Old Winyards, um
vinho vermelho e forte.

 

Gandalf e Thorin pediram vinho vermelho para
seu anfitrião Bilbo Bolseiro na festa inesperada em Bolsão no fim de abril de
2941.

O Rei Thranduil de Florestas das Trevas era
particularmente fã de vinho, especialmente do vinho de Dorwinion. O vinho era
importado pelos Elfos de Florestas das Trevas em barris do Lago Comprido abaixo
até o Rio da Floresta. Bilbo pode ajudar seus companheiros Anões a escapar do
hall de Thranduil quando o mordomo Galion e o chefe dos guardas dormiram por
beber o vinho do Rei.

O pai de Bilbo, Bungo Bolseiro tinha uma loja
do Old Winyards no porão em
Bolsão. O qual foi herdado por seu filho Bilbo. Quando ele
foi embora do Condado em 3001, Bilbo deu uma dúzia de garrafas do Old Winyards
a Rory Brandebuque e Frodo Bolseiro herdou o resto do vinho e ele e seus amigos
beberam o resto dele quando Frodo deixou Bolsão em setembro de 3018. Ele ficou
satisfeito que os Sacola-Bolseiro não colocariam suas mãos no vinho quando se
mudaram pra Bolsão.

Éowyn ofereceu vinho ao Rei Théoden antes dele
ir para batalha em 2 de março de 3019, dizendo: “Ferthu Théoden hál! Tome esta
taça e beba nesta hora feliz. Que a saúde o acompanhe em sua ida e em seu
retorno!” (As Duas Torres) Ela então ofereceu uma taça aos convidados e, quando
entregou a Aragorn, sua mão tremeu ao toque dele. Quando Aragorn entrou no
Caminho dos Mortos, ela ofereceu uma taça de vinho novamente.

Legolas, filho de Thranduil, ficou interessado
em saber onde Merry Brandebuque e Pippin Tûk conseguiram vinho nas ruínas de
Isengard quando eles se reuniram com os Hobbits em 5 de março de 3019.

Em 7 de março, em Henneth Annun,
Faramir deu a Frodo Bolseiro e Sam Gamgi um vinho pálido e amarelo, e assim que
percorria seus corpos eles se sentiam revigorados e tranqüilos. O vinho não fez
Frodo perder sua precaução, mas Sam começou a sorrir e resmungar para si mesmo,
e o vinho deve ter feito ele relaxar, pois mencionou o Um Anel a Faramir.
Contudo, Faramir rejeitou o Anel garantindo que ajudaria os Hobbits.

Denethor deu vinho a Pippin quando ele chegou em Minas Tirith em 9 de
março. Após a Guerra na celebração no Campo de Cormallen em 8 de abril, Pippin
e Merry serviram vinho ao Rei Elessar e ao Rei Éomer como escudeiros de Gondor
e Rohan.

 

Fontes:

O Hobbit: “Uma festa inesperada”, “Barris
soltos”, “A viagem de volta”

A Sociedade do Anel: “Uma festa muito
esperada”, “Três não é demais”,

As Duas Torres: “O Rei do Palácio Dourado”, “A
Estrada para Isengard”, “Escombros e Destroços”, “A janela sobre o oeste”, “O
lago proibido”

O Retorno do Rei: “Minas Tirith”, “O cerco de
Gondor”, “O Campo de Cormallen”, “A caminho de casa”

 

Traduzido de: The Thain's Book