Miruvor

Licor dos Elfos. Miruvor era um líquido quente e sem
fragrância. Sua propriedade especial era proporcionar força renovada e
vitalidade. Miruvor era usada pelos Elfos em seus festivais. Eles não revelavam
como miruvor era feito, mas achava-se que vinha de mel das flores perpétuas dos
jardins de Yavanna.

 

Elrond deu um frasco de miruvor para Gandalf quando a Sociedade
embarcou em sua missão. Durante a tempestade de neve em Caradhras, Gandalf deu
a cada um de seus companheiros um gole do licor para reviver as extremidades
congeladas e cansadas. Ele deu outro gole quando pararam para descansar e, um
terceiro gole quando entraram em Minas Moria. Naquele
ponto, o líquido precioso havia quase acabado.

Miruvor também foi mencionado na música lamento de Galadriel
quando a Sociedade foi embora de Lórien:

     Yéni ve lintë yuldar avánier mi oromardi lisse-miruvóreva Andúnë pella

    (Os longos anos se passaram como goles rápidos do doce hidromel em salões
altos em além do Oeste.
..)

    A Sociedade do Anel: “Adeus a Lórien”

Nomes & Etimologia:

A tradução exata de miruvor, ou miruvóre, não é conhecida,
mas Tolkien a comparou ao néctar Grego, para o qual ele deu “matador-de-fome”
como um possível significado etimológico.

Fontes:

A Sociedade do Anel: “O Anel vai para o Sul”, “Uma jornada
no escuro”

Tolkien's
"Notes and Translations" for Namárië in The Road Goes Ever On
: A Song
Cycle, by Donald Swann and J.R.R. Tolkien, p. 58-61

 

Traduzido de: The Thain's Book