Blind Guardian: "O Diário de Maglor", Parte 12

Mais uma tradução de "O Diário de Maglor", série de textos presentes no
encarte do álbum "Nightfall In Middle-Earth" (1998), do Blind Guardian.

Esta é a parte 12, entitulada "Rumor e Dolorosa Verdade"
 

 

Rumor e Dolorosa Verdade

O que estávamos escondendo por tanto tempo escapou desavisadamente.
Meus irmãos e eu fomos condenados novamente. Suspeitas e ódio caíram
sobre nossa casa, embora isso não nos perturbasse a princípio. Guiados
por fria arrogância nós continuamos cobiçando os tesouros roubados.
Nosso objetivo de consegui-los de volta tornou todo o resto
insignificante. Sorrindo exaustamente nós suportamos a aversão, como se
houvéssemos registrado a mesma. Vozes amorosas calavam-se sempre que eu
me unia às canções dos elfos da floresta com sons radiantes e grande
harmonia. Visivelmente indiferente, mesmo confuso internamente, eu
continuei cantando sozinho, e pareceu para mim que eles continuaram
escutando a minha canção por um breve tempo, antes que desaparecessem
rapidamente entre as árvores em silêncio. Não era difícil para mim
adivinhar os pensamentos desses desaparecidos. Eles amavam minha voz,
apesar de meu corpo e alma pertencerem ao seu desprezo mais profundo.
Nessa parte do mundo nossa nobre linguagem era falada apenas
secretamente. A linguagem dos assassinos dos parentes.

___________

Blind Guardian é uma banda de heavy metal originária da Alemanha, sendo
atualmente um dos grandes nomes mundiais neste estilo. Muitas de suas
músicas são influenciadas pelas obras de Tolkien, sendo o álbum
"Nightfall In Middle-Earth" (1998) totalmente baseado em "O
Silmarillion". Nas páginas finais do encarte do disco, há vários
pequenos textos, que seriam escritos por Maglor, filho de Fëanor, como
uma espécie de "diário".
 
Leia também: