Grishnákh

Capitão dos Orcs da Torre Escura. Grishnákh era baixo e
gordo, com pernas curvas e braços que quase chegavam até o chão. Grishnákh estava com o grupo de Uruk-hai
carregando Merry Brandebuque e Pippin Tûk para Isengard depois que eles foram
capturados no Amon Hen, contudo ele havia vindo pelo Anduin de Mordor.

 

Ele pareceu saber sobre a preparação de guerra em Mordor,
incluindo o fato que os Nagzûl estiveram montando nas Bestas Aladas. Grishnákh
suspeitava dos Uruks de Isengard e de seu mestre Saruman. Grishnákh achava que
os hobbits deveriam ser levados para Mordor e discutiu com Uglúk, o Uruk-hai
comandante de Saruman. Grishnákh então deixou o grupo por um tempo e enviou uma
mensagem para Mordor. Ele retornou com vários Orcs de Mordor usando o emblema
do Olho.

Quando os Cavaleiros de Rohan atacaram os Orcs e Uruk-hais,
Grishnákh usou como oportunidade para aproveitar Merry e Pippin para ele mesmo.
Ele começou a procurar os hobbits, e Pippin percebeu que Grishnákh de alguma
forma sabia sobre o Anel. Pippin fingiu que podia ajudar Grishnákh a
encontra-lo, e Grishnákh carregou os hobbits longe da batalha. Ele estava
prestes a matar suas vítimas quando uma flecha furou sua mão. Depois Grishnákh
foi atravessado pela lança de um cavaleiro. Merry e Pippin, em suas roupas
élficas, permaneceram invisíveis e puderam escapar para Fangorn.

 
Fontes:

As Duas Torres: “Os Uruk-hai”, “Escombros e destroços”

Apêndice F de O Senhor dos Anéis: “As Línguas e os Povos da
Terceira Era”

Traduzido de: The Thain's Book