Review da versão teatral de SdA pelo Times Online

musical.jpg Com o lançamento de "O Senhor dos Anéis" nos palcos de Toronto, Canadá, reviews e mais reviews sobre o espetáculo têm aparecido na internet. Nesta notícia daremos uma geral no review feito pelo Times Online, por Sam Marlowe.

 

 

Segundo o resenhista, "a grande força da versão teatral está na maneira em que as partes se combinam em um todo orgânico. Warchus [o diretor] insiste que o show não é um musical, e certamente há poucas melodias de musicais convencionais aqui. As canções surgem diretamente da ação e são menos preocupadas em expressar um estado emocional interior do que em representar um ritual ou um fragmento de uma história oral e musical passada adiante e compartilhada."

O design, criado por Rob Howell e iluminado por Paul Pyant, também é elogiado, por dar ênfase nas texturas naturais e cores reminescentes do cenário da Terra-média, segundo Marlowe.

Sobre a trilha sonora, ele afirma ser esta "uma mistura encantadora do suave e do áspero, do exuberante e do ínfimo. Vozes femininas lamentando numa harmonia que dá calafrios são o pano de fundo na confrontação entre Gandalf e o traidor Saruman; um hino cantado por um coral acompanha a partida de Valfenda da recém formada Sociedade. Há as coloquiais canções de caminhada para os Hobbits e o insistente pulsar dos tambores de guerra, dando ritmo e volume aos eventos conforme estes ficam mais sombrios."

"Visualmente, o show é simples e seco – a estética do teatro é usada de forma brilhante e inventiva. Orcs saltam e dão mortais com sapados com molas; engenhosamente, fantoches e pernas de pau dão vida à Laracna, a aranha gigante, e aos Cavaleiros Negros que exalam ameaça. Em um momento de tirar a respiração, a descoberta do anel no leito do rio por Déagol, o malfadado amigo de Gollum, é representada pelo mergulho do personagem de uma altura vertiginosa, preso por cabos, num cenário que simula água com efeitos luminosos."

"James Loye é um Frodo interessante, e sua relação com Peter Howe, o comovente e leal Sam Gamgee, é o coração do show. Michael Therriault é ótimo como Gollum, cheio de amargura, malícia sibilante, e de uma dor convulsiva provocada pelo seu desejo reprimido por seu Precioso. Evan Buliung faz um Aragorn adequadamente viril e intenso, e Carly Street é uma digna representante de Arwen."

 

Claro que nem tudo são flores. O enviado do Times Online também faz algumas críticas negativas:

"O Balrog parece ser feito de papel laminado. A Batalha do Abismo de Helm faz uso dinâmico do palco giratório e de seus vários andares, e da ousadia de Peter Darling, na eletrizante coreografia, somente para acabar num fraco tremeluzir de flâmulas."

"Rebecca Jackson Mendonza é uma Galadriel sem vida e que recebeu, de longe, a pior canção do espetáculo – uma balada entediante e incongruente que ela canta forçadamente num tom baixo. Ainda menos satisfatório é Brent Carver como Gandalf. Claramente muito jovem para o papel, Carver não faz nada para sugerir a gravidade, sabedoria ou autoridade da idade, parecendo hesitante e pouco à vontade, e nem remotamente o poderoso, e cansado mago que ele deveria ser."

Contudo, o saldo final, segundo Sam Marlowe é positivo: "(…) no final a mágica teatral vence todas as fraquezas. (…) Com várias boas melodias, este conto poderia segurar a audiência em total catividade. Hoje, seus melhores momentos são, como o anel, um encantamento intoxicante."

A versão teatral de "O Senhor dos Anéis" é a produção mais cara já levada aos palcos, tendo custado cerca de US$23 milhões. Ano que vem, o espetáculo está previsto para chegar em Londres, Inglaterra.

O Times Online disponibilizou também um link para download de uma faixa da peça, chamada "Lothlórien", cuja execução ocorre quando a Sociedade do Anel sai de Moria e se refugia na terra governada por Galadriel e Celeborn. A música foi composta por A. R. Rahman e Christopher Nightingale. A faixa para download é uma versão demo, não uma gravação da produção atualmente em cartaz em Toronto. Para baixá-la, clique AQUI.

 

Agradecimentos ao meu amigo Galahan pela tradução do review. =)

{mos_vbridge_discuss}