Endor (Terra-média)

O continente conhecido como Terra-média é o maior e o mais fartamente documentada por Tolkien. Suas muitas terras e regiões foram catalogadas em vários livros pelos comentaristas de Tolkien. A regiões principais da Terra-média incluem: Beleriand, Eriador, Rhovanion, Gondor, Harad Próximo, Harad Distante, Mordor e Rhun.
 
Beleriand (Terra dos Valar)

Esta foi a mais comentada região da Terra-média, e o lar das mais antigas civilizações de fora de Aman. As grandes florestas de Beleriand, entre os rios Sirion e Gelion, abrigaram os Sindar e os Noldor, e mais tarde os Edain.

Beleriand Leste consistia das terras entre o Gelion e as Ered Luin (Montanhas Azuis), e as regiões entre o Gelion e o Sirion. Após a Primeira Era, apenas as terras a leste do Gelion sobreviveram à destruição de Beleriand, e mesmo estas mudaram muito devido aos tumultos causados pela Guerra da Fúria.

Beleriand Oeste ficava além do Sirion e incluia poucas florestas mas mais áreas montanhosas que a Beleriand Leste. Os principais rios da região eram Narog e Nenning, ambos nascendo nas Ered Wethrin (Montanhas das Sombras) ao noroeste de Beleriand.

As regiões de Hithlum, Ard-galem, Dorthonion e Lothlann pode-se dizer que compunham a Beleriand Norte, mas algumas vezes é dito que eram separadas de Beleriand. Dorthonion era separada das Ered Wethrin pelo Sirion e das Ered Luin pelo Gelion.

Ard-galen, mais tarde chamada Anfauglith era delimitada pelas Ered Wethrin ao oeste (além das quais ficava Hithlum), Dorthonion ao sul, Angband (os picos de Thangorodrim) ao norte e Lothlann ao leste. Lothlann expandia-se ao norte para as vastidões geladas que eram restos da primeira fortaleza de Melkor, Utumno. Partes da região sobreviveram como litorais da Baía Gelda de Forochel após a Primeira Era.

Eriador (Terra de Reis)

Eriador ficava entre duas cadeias montanhosas, as Erde Luin e as Hithaeglir (Picos Sombrios). A borda sul da região consistia dos rios Glaunduin Gwathlo. Gramde parte da região consistia de colinas, algumas das quais chamadas de "baixadas", um tipo de colina formada pela erosão de sedimentos leves. As baixadas eram longas cadeias mas não eram (nas passagens em que Tolkien as descrever) simplesmente cortes de pedra expostos ao tempo. Eles eram agrupados bastante próximos.

Os rios principais de Eriador eram o Mitheithel (que formava a origem do Gwathlo com o Bruinen, o rio de delimitava Imladris) e o Baranduin (rio marrom, chamado Brandywine pelos hobbits). O rio Lhun, que corria para o sul perto das Ered Luin para o Golfo de Lhun (após a Primeira Era), era algumas vezes chamado de divisa de Eriador, que na Terceira Era era quase um sinônimo com o reino Dunedain de Arnor.

Anteriormente densamente florestado, Eriador foi desnudado de árvores na Guerra de Elfos e Sauron no meio da Segunda Era, mas ao final da Terceira Era (cerca de 4700 anos depois) a área tinha se recuperado em muitas regiões. Os Elfos viveram em Eriador por muitos anos antes das Guerras de Elfos e Sauron. Mas na Primeira Era clãs de Homens começaram a se fixar em certas regiões e os nandor retiraram-se antes deles. Foi na Segunda Era que a terra tornou-se dividida entre Elfos e Homens igualmente, pois o Baranduin marcava uma fronteira entre suas terras.

Os Dunedain ficaram-se nas terras entre o Lhun e o Baranduin, nas Colinas de Evendim perto do Lago Nenuial (do qual o Baranduin corria) e nas Baixadas Norte e Sul para o leste da área. Eles governavam outros Homens que migraram para o norte durante a Segunda Era.

Existiram três Reinos Élficos em Eriador: o Reino de Gil-galad, que permaneceu até o final da Segunda Era; o reino de Eregion, que permaneceu aproximadamente de 700 a 1700 da Segunda Era; e o refúgio de Imladris, que foi fundado após a queda de Eregion na Guerras de Elfos e Sauron e permaneceu até a Quarta Era.

O Reino de Arnor foi estabelecido pelos Dunedain ao final da Segunda Era, reunindo sob uma coroa todas as terras que naquele momento não stavam sob domínio Élfico. Muitos dos Dunedain eram descendentes dos Beorians da Andunie, pois naquela região vivia a maioria dos Fiéis antes da Queda de Numenor.

Quando aproximadamente um terço da Terceira Era havia se passado, o Reino de Arnor foi dividido em três reinos: Arthedain, Cardolan e Rhudaur. Em um certo tempo Cardolan retornou à Coroa de Arthedain mas Rhudaur foi conquistado pelo Rei-Bruxo de Angmar, que havia estabelecido um reino nas montanhas ao norte. O Reino Restaurado de Arnor lutou com a ajuda dos Elfos para sobreviver mas antes do ano 2000 o reino foi tomado e destruído. Com a queda de Angmar no ano seguinte (1975) o último grande poder no norte da Terra-média foi encerrado. Mais tarde a região degenerou, com apenas um punhado de enclaves sobrevivendo até Aragorn II reestabelecer Arnor como parte do Reino Reunido (na Quarta Era).

Rhovanion (Terras Selvagens)

Rhovanion era o antigo nome das terras que ficavam a leste de Hithaeglir e oeste de Carnen (Rio Vermelho) e o mar interior de Rhun. Mais tarde o nome foi tomado por um reino de Homens do Norte e que perdurou entre 1200 e 1850 da Terceira Era.

Os dois grandes rios de Rhovanion eram o Celduin, que corria para o sul a partir de Erebor (a Montanha Solitária) e se unia ao Carnen e ao Anduin (Grande Rio), os quais corriam ao sul a partir das Montanhas Cinzentas. Anduin ficava entre o Hithaeglir e a grande floresta conhecida como Greenwood a Grande, Mirkwood e finalmente Eryn Lasgalen (Floresta das Folhas Verdes).

Embora os Eldar tenham passado pela região durante a Grande Jornada, alguns dos Teleri foram para o sul e seguiram o Anduin para outras terras. Mais tarde, uma porção desses Teleri (os Nandor) migraram para o norte ao longo do rio, separando-se em dois grupos. A eles se juntaram alguns Avari e Eldar durante a passagem do tempo e se tornaram os Elfos da Floresta.

O Reino de Lorien foi o mais antigo Reino Élfico a sobreviver na Terra-média após a queda de Gil-galad ao final da Segunda Era. Ficava numa pequena floresta perdo do Hithaeglir. Os Elfos da Floresta de Greenwood a Grande gradualmente se mudaram para o norte durante a Segunda e Terceira Eras até que finalmente estabeleceram o Reino de Mirkood Norte, que se tornou o último dos Grandes Reinos Élficos (e mesmo assim não rivalizava com as antigas civilizações Eldar).

Os Homens dos Vales do Anduin, parentes dos Edain que se fixaram em Elenna, espalharam-se por todo o sul de Mirkwood e nos vales do Anduin e Celduin. Estabeleceram muitas tribos e reinos, mas ao final da Terceira Era apenas três grandes grupos restaram: os Beornings, os Homens da Floresta e os Homens de Valle (e Esgaroth).

Mirkwood Sul foi também utilizada com uma base por Sauron, que estabeleceu uma fortaleza na colina Amon Lanc, que originalmente era uma cidade dos Elfos da Floresta. Desta base Sauron foi capaz de ameaçar Gondor, Lorien e Mirkwood do Norte.

Gondor (Terra de Pedra)

Gondor era propriamente um nome de reino e não uma região, mas as terras interiores de Gondor ficavam ao longo da costa da Terra-média e ao longo do curso sul do Anduin, cercando as Ered Nimrais (Montanhas Brancas). Gondor também incluía um terra Élfica e cercava várias terras-natais de muitos povos: Druedain em Druwaith Iaur (no oeste, perto do Cabo de
Andrast) e na Floresta Druadad (no lado leste das Ered Nimrais); Homens dos Vales das Ered Nimrais (de onde vieram os Terrapardenses e os Homens de Bree em Eriador); povos pesqueiroa; e talvez alguns povos dos Edain.

O Reino de Gondor foi estabelecido ao mesmo tempo que Arnor pelos Dunedain de Numenor. Lá existiram muitos Dunedain e outros povos mestiços habitando a região.

O porto Élfico de Edhellond foi eventualmente absorvido em Gondor mas a maneira pela qual ocorreu essa absorção não é descrita por Tolkien. Edhellond era situado perto da foz do rio Morthond (Raiz Negra), que era o segundo maior rio de Gondor.

Durante um tempo Gondor se estendeu ao norte até a divisa de Cardolan, para leste até o Mar de Rhun e para o Sul até as terras de Harad. Até mesmo governou Mordor por muitos séculos, embora os Dunedain não tenham reclamado posse dos domínios de Sauron.

Harad Próximo(Sul Próximo)

O Harad Próximo situava-se entre o rio Harnen, que marcava o fronteira mais ao sul do núcleo do Reindo de Gondor. As terras tem sido descritas como desoladas por muitos comentaristas mas esta interpretação das áreas vazias dos mapas de Tolkien não são consistentes com o fato de que muitos povos viviam ali. O Harad Próximo era de fato uma região que continha muitos reinos ou tribos, e provavelmente tinha sua quantia de rios, planícies, florestas e colinas. As terras controladas pela Cidade dos Corsários no Cabo de Umbar, um porto Numenoriano, provavelmente era parte do Harad Próximo.

Harad Distante (Sul Distante)

O Hard Distante foi, como o Harad Próximo, pobremente descrito por Tolkien em suas obras. Ficava além de Umbar e aparentemente era bastante quente.

Sabe-se, a patir de mapas antigos, que existia uma cadeia de montanhas nas regiões ocidentais do Harad Distante. Estas montanhas eram chamadas de Montanhas Cinzentas (mas não eram relacionadas às Montanhas Cinzentas de Endor norte).

Na Segunda Era os Numenorianos estabeleceram portos e fortalezas nas terras que mais tarde foram chamadas de Harad Distante. Eles conquistaram muitos povos ao longo da costa e entraram em conflito com os alidos de Sauron que moravam além da costa. Alguns desses domínios aparentemente sobreviveram na Terceira Era para se tornarem inimigos de Gondor.

As costas lestes do Harad distante eram dominadas pelas Montanhas Amarelas, uma característica que é apenas nomeada em uma pequenas porção de fontes e sobre as qual não sabemos nada.

Mordor (Terras Negras)

Mordor, como Gondor, era apenas uma pequena terra que era sinônimo com um grande região chamada pelos mesmo nome. Ela situava-se inteiramente entre os braços das Ered Lithui (Montanhas de Cinzas) e Ephel Duath (Muros de Sombras); ambos as fileiras parecem ser parte de uma mesma cadeia extensa de montanhas.

Esta região era aberto para o lado leste para as terras de Rhun as quais eram controladas por Sauron. Dentro de seus limites Mordor era dividida em três áreas: Udun, Gorgoroth e Nurn.

Udun era um enorme vale no canto nordeste de Mordor. A área era rochosa e em forma de tigela mas provavelmente não completamente inóspito a plantas e vida animal.

Gorgoroth era dividida em duas áreas. O canto noroeste era virtualmente desprovido de vida, dominado pelo Amon Amarth, o enorme vulcão que Sauron utilizou para forjar o Um Anel e para lançar um nuvem para bloquear o sol em seu ataque a Gondor ao final da Terceira Era. As terras ao redos do vulcão eram cheias de cinzas e estéreis.

O resto de Gorgoroth provavelmente não era muito melhor mas talvez suportasse algumas plantas e vida animal. Era um grande plateau que se extendia através do terço mais ao norte de Mordor, quase no final das Ered Lithui. Nurn situava-se ao sul de Gorgoroth. A parte oeste de Nurn era chamada Lithlad (uma indicação da extensão em que Sauron envenenou suas próprias terras). As regiões sul e leste de Nurn era dominados por um pequeno mar, Nurnen, e os rios que o alimentavam. Estas terras nesta área eram bastante férteis e Sauron mantinha muitos escravos ali para conseguir comida para seus exércitos.

Rhun (o Leste)

Rhun foi o berço dos povos da Terra-média. Mesmo os Elfos acordarem lá na antiga terra de Cuivienen, que ficava no litoral nordeste do mar de helcar, entre o mar e as montanhas. Cuivienen estava situada ao longo de um pequena baía ou lago no qual derramava-se uma grande cachoeira alimentada por um rio da montanha.

A característica dominante de Rhun eram a cadeia de montanhas chamadas Orocarni (Montanhas Vermelhas). Estas montanhas expandiam-se ao longo da costa leste da Terra-média do norte até as regiões centrais.

Após a Guerra da Fúria mesmo Rhun foi afetada pelas mudanças inflingidas à Terra-média e Helcar foi drenado e apenas o Mar de Rhun sobreviveu à sua destruição. Cuivienen aparentemente também foi destruída, e possivelmente as Orocarni sofreram danos similares àqueles sofridos pelas Ered Luin (elas foram divididas pelo Lhun).

Os Homens acordaram em Hildorien, uma terra que ficava a sudeste de Cuivienen e além dos picos sul das Orocarni. Existe menção de uma pequena cadeia de montanhas em um mapa chamadas Montanhas do Vento que podem ter sido a borda oeste de Hildorien.

Como Cuivienen, Hildorien foi eventualmente destruída, mas os Homens começaram a deixá-la muito antes do final da Primeira Era.

A única outra terra em Rhun que foi nomeada por Tolkien era Khand, que ficava logo a leste de Mordor. Os Varigs de Khand eram similares em cultura aos Carroceiros que viviam nas terras ao norte e tradicionalmente passavam entre as Ered Lithui e o Mar de Rhun em suas invasões.

Outros Orientais viveram logo ao norte. Estes se engajaram em guerras com os Homens do Norte (e, presumivelmente os Anões) que viviam entre os rios Carnen e Celduin. Embora seja dito que Rhun continha grandes planícies a partir das quais os carroceiros e outros povos surgiram, as terras mais ao norte podem ter sido densamente florestadas.