Um pouco de humor tolkieniano

Nosso leitor Ricardo Pinheiro enviou uma pequena
lista dos sintomas manifestados por quem é viciado em Tolkien. É, a
coisa é patológica…
 
 
 
Você sabe que está lendo Tolkien demais quando:

  • Fica procurando runas élficas escritas nos brincos de argola da sua namorada… e depois os joga no fogo!

  • Começa a chamar gente baixinha de hobbit;

  • Jura que Bill Gates, na verdade, é Sauron disfarçado;

  • Vai na Floresta da Tijuca e tenta ouvir os animais e as árvores;

  • Vê um episodio de Jornada nas Estrelas e se pergunta: o Sr. Spock não é um elfo que foi parar em outro mundo?

  • Coloca no seu curriculum, na parte de idiomas: noções de alto-élfico e entês;

  • Monta uma rede com 9 computadores e os batiza assim: Gandalf, Aragorn, Frodo, Gimli…

  • … e reserva para aquele Windows que só trava e você detesta o nome de Sméagol, ou mesmo Gollum;

  • Monta 2 servidores no seu trabalho: minastirith e minasmorgul;

  • Vê um sacoleiro vindo do Paraguai e pergunta a ele se tem algum parentesco com os Sacola-Bolseiros;

  • Vira para um cara chato e xinga: “Seu Uruk-Hai!”;

  • … e se ele não entender, responde: “Apenas um orc…”

  • Quando for pai, pensa em um belo nome para o seu filho ou filha: Fangorn, Ugluk, Saruman, Arwen…

  • Comeca a ouvir Led Zeppelin e gostar de Blind Guardian, não sabe por quê;

  • Acha que a maior concentração de ents ainda vivos estão na Floresta Amazônica…