Uma festa muito esperada como você nunca viu

Quando se sentou para escrever o primeiro capítulo de sua “nova
história sobre hobbits”, insistentemente pedida por seu editor Stanley
Unwin e pelos fãs de O Hobbit, Tolkien provavelmente não imaginava as
proporções épicas que o livro iria tomar. E tanto é assim que a
primeira versão do capítulo “Uma festa muito esperada” difere
radicalmente da que conhecemos, apesar de algumas frases terem sido
mantidas.
 
 
 
Para começar, a festa de Bilbo comemora seu
septuagésimo aniversário – e não o “onzentésimo”. Ao invés de ser
famoso em todo o Condado por sua viagem, sua riqueza e suas
excentricidades, Bilbo tem uma reputação apenas mediana. Mas o mais
surpreendente é o que acontece no momento do “desaparecimento”. Bilbo
diz que está indo embora porque vai se casar, e enquanto seus parentes
estão atônitos ele calmamente coloca o Anel e some, sem as explosões de
Gandalf. Depois da cena, Tolkien explica aos leitores que na verdade
nosso hobbit tinha ficado sem dinheiro nenhum, e ia em busca de mais
ouro, além de ter voltado a sonhar com aventuras como antigamente. Ele
falara em casar graças a um costume hobbit, no qual o noivo e a noiva
“fugiam” juntos e desapareciam por uns tempos. Assim, pensou Bilbo,
ninguém ia ficar procurando por ele por um bom tempo.

Claro que Tolkien nunca conseguiu completar essa primeira versão, mas a
idéia era que o casamento de Bilbo iria introduzir seu filho, Bingo, o
verdadeiro herói da história, e que depois iria se transformar em
Frodo. Bizarro…