Cate Blanchett

Cate Blanchett é, sem dúvida, uma das mais notáveis atrizes do elenco da trilogia dirigida por Peter Jackson, e uma das melhores da atualidade. O seu currículo incluí trabalhos em filmes que certamente você já viu, com a presença de sotaques bem feitos. Ela é Galadriel, a linda rainha élfica que aparece na floresta de Lothlórien, sempre com um ar de mistério, no 2º filme mais visto da história.
 
catheCatherine Elise Blanchett nasceu em 14 de Maio de 1969, filha de Bob, um executivo ex-marinheiro, e June Blanchett, professora, na Austrália, em Melbourne. Cate começou sua carreira há 11 anos, dois depois de formar-se em arte dramática no National Institute for Dramatic Arts (NIDA), com apenas 25 anos.
Pode-se facilmente descrever a carreira de Cate como meteórica. Apenas após dois anos de sua estréia nas telas de cinema, ela já era uma atriz mundialmente famosa, considerada entre as grandes celebridades de Hollywood. Sua performance em Elizabeth, assumindo o papel principal, foi um marco em sua carreira, tanto é que quase ganhou o Oscar de melhor atriz.

Veio O Talentoso Ripley, em 1999, angariando críticas dos dois lados. Como Elizabeth, que recebeu 7 indicações, Cate teve a sensação novamente de estar num filme que recebeu indicações ao Oscar, neste foram 5. Mas nenhum foi ganho. A história tem Matt Damon como protagonista, e baseia-se na obra de Patricia Highsmith.

Um ano antes do lançamento de A Sociedade do Anel, a atriz estrelou ao lado de Christina Ricci no Por Que Choram os Homens. Ali ela demonstra como consegue com facilidade deixar fluir o sotaque que o personagem lhe exige, o russo. E também estrelou ao lado de mais estrelas do cinema, com Keanu Reeves, no suspense O Dom da Premonição, onde ela é uma médium do Sul dos EUA.

Já para os fãs de Tolkien, Cate ficará lembrada como a linda Galadriel. Seu encanto como atriz, seu olhar, e sua bela atuação fazem dela uma das personagens mais marcantes do filme. Aquele sorriso ao animar Frodo na cena da Toca de Laracna, em "O Retorno do Rei", quando ele está quase desistindo, realmente foi mágico.

Nos últimos 5 anos, Cate ainda atuou em mais 10 filmes. Muitos deles em que ela esteve no papel principal, incorporando uma mulher forte. E seria difícil dizer qual filme ela atuou melhor e qual ela atuou pior. Pois o objetivo, como ela diz, de "um ator é fazer o dever de casa e mais tarde, precisa esquecê-lo. Afinal, o importante é fazer o público acreditar que você é quem diz ser." As pessoas que trabalharam com ela, dizem que a atriz é muito exigente e profissional. Tanto é que se destaca em cada filme que faz.

O ano de 2001, pode-se dizer que foi um ano cheio de filmes, trabalhos e acontecimentos pessoais para Cate. Charlotte Gray – Paixão Sem Fronteiras é um exemplo de filme que encanta pela emoção. Neste, ela teve que se dedicar com a língua francesa para compor sua personagem. Durante esse ano, ela ainda pintou nas telas com "Vida Bandida" e "Chegadas e Partidas". E foi em Dezembro, no dia 3, que seu filho nasceu: Dashiell John Upton. Curiosamente, em 2004, 1 dia depois, nasceria o filho de sua "companheira élfica" Liv Tyler.

Anos depois, em 2003, ela encarou um desafio: interpretar Veronica Guerin no filme de mesmo nome. Pois o roteiro foi baseado na história real de uma repórter que resolveu denunciar o mundo do crime, dos tráficos e das drogas; mas que infelizmente fora assassinada anos antes por membros do cartel de drogas. Blanchett mostrou novamente que é uma boa atriz, ganhando o Globo de Ouro.

E como ainda não terminou a lista de filmes que a atriz do signo de touro interpretou, então ainda há Desaparecidas. Maior parte do filme se passa na divisa desértica dos EUA com o México, no ano de 1885. No filme, Cate reencontra seu pai, o ator Tommy Lee Jones, e passa momentos difícies até que deixa seu orgulho de lado para perdoá-lo. Juntos, eles vão em busca da filha dela, que fora roubada por um brujo. O longa de 2 horas também conta com frases muito bem ditas em espanhol pela aniversariante.

Depois de tantos sucessos, prêmios e críticas, foi a vez de O Aviador, o mais recente. Curiosamente, a atriz que tem medo de avião, contracenou com Leonardo Di Caprio, o Howard Hughes, que dá título ao filme. Neste, Cate interpreta Kate, ou melhor, Katharine Hepburn. Para compôr a complexa personagem, a atriz foi em busca da história dessa: viu os filmes dela, analisou os gestos, e até experimentou o gosto de tomar banhos frios. Todo esse empenho foi merecido, com sua conquista no Oscar.

E esta é a filmografia e biografia de Cate Blanchett, uma brilhante atriz. Para os fãs, abaixo segue uma lista de premiações e de imagens.

Prêmios:
* a indica que Cate venceu na categoria em que foi nomeada

Oscar
1998 – indicada para Melhor Atriz em Elizabeth
2004 – indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em O Aviador

American Film Institute
2001 – indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em Bandits

British Academy Awards
1999 – indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em O Talentoso Ripley

Broadcast Film Critics Association
1998 – indicada para Melhor Atriz em Elizabeth

Chicago Film Critics Association
1998 – indicada para Melhor Atriz em Elizabeth

Globo de Ouro
1998 – indicada para Melhor Atriz Dramática em Elizabeth
2001 – indicada para Melhor Atriz/Musical ou Comédia em Bandits
2003 – indicada para Melhor Atriz de Drama em Veronica Guerin

National Board of Review
2001 – indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em Chegadas e Partidas
2001 – indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel

Screen Actors Guild
1998 – indicada para Melhor Atriz em Elizabeth
2001 – indicada para Melhor Atriz Coadjuvante em Bandits

Toronto Film Critics Association
1998 – indicada para Melhor Atriz em Elizabeth

Imagens:
Cate como Galadriel na trilogia
Galadriel, a Rainha da Luz
Cate posa para a revista Celebrity Exchange
Cate em cena do premiado filme O Aviador
Cate no filme em homenagem à jornalista escocesa Veronica Guerin e contracenando com Colin Farrel
Blanchett como Charlotte Gray, no filme de mesmo nome
Em Desaparecidas, numa cena de muito suspense

Fontes:
Tiscali UK
Adoro Cinema
Clamack
Notícia Valinor