Por uma Terra-média

 
Há dez anos descobri um mundo fantástico e impressionante. Imediatamente fiquei deslumbrado e sabia que nunca mais iria sair dele. Fui apresentado para pessoas incríveis e vivi aventuras inesquecíveis ao seu lado.  Eärendil,  Sam,  Gandalf, Fëanor e  Beren narraram para mim suas histórias.

Quando a última palavra foi dita e retornamos salvos para nossas casas, a busca começou. Precisava de mais. Como Bilbo, eu queria ver novamente as montanhas, visitar mais uma vez os Elfos.

Em minha busca encontrei outras pessoas, viajantes, que tinha experimentado o mesmo que eu. Fiz amigos, verdadeiros companheiros de aventuras. Descobri que existiam grupos, fóruns, encontros e listas de discussões. Finalmente a aventura tão esperada poderia continuar. E por um tempo assim foi.

Mas com o passar do tempo neste novo universo, descobri que nem tudo funcionava bem. Existiam desentendimentos, disputas e ciúmes. Até disputas por poder e influência. Pergunto-me qual seria este poder? O único poder que consigo ver em tudo isto, é os das palavras de Tolkien. Tirando isto, nada sobra.

Vi boas iniciativas surgirem, projetos ambiciosos, que se tivessem tido sucesso, seria uma nova página a ser lida. Uma nova aventura. Mas nem todos puderam se tornar realidade e os que conseguiram, por muitas vezes perdem força e morrem.

Após pensar sobre o assunto e participar de alguns projetos, fica claro para mim que o problema é a falta de união. A mesma desunião que levou Isildur a não destruir o Um quando teve a chance. Ou o tipo de coisa que leva pessoas a não divulgarem preciosos textos escritos por Tolkien. É difícil constatar isto, inacreditável diria. Como pessoas unidas por um objetivo podem prejudicar a si mesmas?

Saruman não nos ensinou nada? Tolkien não nos mostrou o caminho? Afinal, todos estamos aqui pela Terra-média.

Uma sociedade feita por pessoas de diferentes lugares, desconhecidos, e muitos não sendo amigos, mas que colocavam a demanda acima de tudo isso.

Às vezes temos nossos momentos de Boromir. Mas como o filho de Denethor, no final devemos abrir nossos olhos e nos dedicarmos a demanda. E qual seria esta demanda?

Continuar a aventura, escrever mais uma página.

A história da Terra-média está recheada de exemplos que podemos seguir. A Última Aliança, Rohan lutando ao lado de Gondor em Pelennor, Anões e o povo do Valle. Esse é o caminho que devemos seguir.

Não precisamos estar todos sobre a mesma bandeira, mas devemos seguir a mesma direção.

Já existem Saurons demais no mundo. Acima de tudo isto existe um universo, a Terra-média, e seus seguidores: nós, os fãs.