História da Valinor

 
Não dá para falar da história da Valinor sem falar das antigas Calaquendi e Pelennor.com, páginas que marcaram época na Internet brasileira ao abordar  Tolkien com seriedade e competência. O pioneirismo coube mesmo à Calaquendi, que começou numa base meio "exército de um homem só", comandada pelo Fábio "Deriel" Bettega no início de 2000.

Enquanto a Calaquendi ia se firmando, foi a vez de Pelennor.com tomar forma graças ao trabalho de Fred "Dúnadan" Chiarelli e Reinaldo "Imrahil" Lopes; o que começou com uma conversa descompromissada no Barlimans, o já legendário bate-papo do site gringo TheOneRing.net (nosso atual parceiro) acabou se transformando no primeiro site brazuca a fornecer uma cobertura constante e aprofundada das filmagens da Trilogia do Anel.

Ambos os sites foram crescendo, e eventualmente entraram em (amistoso) contato, tendo uma participação fundamental na criação do Conselho Branco, a mais série e competente sociedade tolkieniana no Brasil. Nessa altura do campeonato, mais pessoas tinham se juntado à tropa: na Calaquendi Alexandre "Morgoth" Quinteiro e Cláudia "Lórien" Mayer, e em Pelennor.com o Eduardo "Elros" Chueiri.

Conversa vai, conversa vem (engraçado como as decisões entre a gente sempre saem nessas conversas meio "de botequim"), nos demos conta de que os sites se complementavam; o que faltava na Calaquendi (a cobertura dos filmes) Pelennor.com fazia muito bem, e vice-versa. Afinal, porque não unir as forças?

O resultado, como vocês viram, está aí. Embora muitas coisas ainda precisem ser melhoradas, os fãs de Tolkien no Brasil podem ter certeza de que contarão, daqui pra frente, com a fonte mais completa, confiável e aprofundada sobre esse mundo, tão próximo e tão distante do nosso, que vem encantando gerações.