Review de "The Lord of the Rings: The Third Age"

Quem tiver a oportunidade de conferir a revista de Dezembro "SuperDicas PlayStation", edição n� 16, poderá ver uma review por Rod
 

Quem tiver a oportunidade de conferir a revista de Dezembro "SuperDicas PlayStation", edição n� 16, poderá ver uma review por Rodrigo Guerra do jogo [b]"The Lord of the Rings: The Third Age"[/b] ([i]O Senhor dos Anéis: A Terceira Era[/i]). Na notícia ainda há uma entrevista com o produtor executivo do jogo, steven Gray. Mas para aqueles que não tem a oportunidade de ver, o Cacho transmite aqui para vocês: [list][b]Informações:[/b] [b]Gráficos:[/b] 8.0 [b]Jogabilidade:[/b] 8.0 [b]Som:[/b] 9.5 [b]Replay:[/b] 7.0 [b]Nota:[/b] 7.5 [b]Produção:[/b] Eletronic Arts [b]Desenvolvimento:[/b] EA Redwood Shores [b]Gênero:[/b] RPG [b]Região:[/b] EUA [b]N� de Jogadores:[/b] 1[/list] Review, por [i]Rodrigo Guerra:[/i] A Terceira Era é um jogo de RPG que, � primeira vista é uma cópia de Final Fantasy X. Isso porque o sistema de batalha é muito parecido. Tirando este detalhe, vemos que o buraco é mais embaixo e o jogo se desenrola de maneira muito particular. O desenvolvimento das habilidades dos personagens é muito conciso e torna-se desnecessário ficar ganhando experiência em certos pontos do mapa, o que já dá alguns pontos para o game. Para evoluir uma habilidade você precisa usar outras da mesma classe. Assim, fica fácil conseguir técnicas poderosas. Os equipamentos são inúmeros e, ao contrário de diversos games deste estilo, não são comprados em lojas. Na verdade não existe uam só loja por toda extensão do jogo. Os itens são encontrados em baús espalhados pelos mapas. O melhor de tudo é (…) [i]Para ler o texto completo, confira a revista que está nas bancas.[/i] [b]Fonte:[/b] SuperDicas PlayStation, n� 16 – Dezembro