Por que O Senhor dos Anéis será -e deve- ser refilmado

“Why Lord of the Rings Will – and Must — Be Remade” (Porquê “O Senhor dos Anéis será – e deve – ser refilmado) é o t&iacut
 

“Why Lord of the Rings Will – and Must — Be Remade” (Porquê “O Senhor dos Anéis será – e deve – ser refilmado) é o título do artigo escrito por Doug Kern. Segundo Kern, dentro dos próximos vinte ou trinta anos, as crianças que assistiram “O Senhor dos Anéis” levarão seus próprios filhos aos cinemas para assistirem a um completo remake da trilogia. “É inevitável”, diz o autor.

“Nós nunca veremos remakes de “O Poderoso Chefão”, ou “E o Vento levou”, ou nem mesmo “Guerra nas Estrelas”. Mas “O Senhor dos Anéis” é diferente. ”

Doug Kern levanta cinco razões que levarão a uma refilmagem de SdA:

[b]1 – A fama pré-existente dos livros de SdA, impediu que os atores da trilogia dominassem seus papéis.[/b]

Kern afirma que “nenhum ator de juízo ousará recriar o papel de Vito Corleone”, pois o papel encaixa-se perfeitamente com a performance de Marlon Brando. Contudo, ele acha que nenhum ator de SdA consumiu seu papel completamente. A melhor interpretação na opinião de Kern (não considerando Gollum) foi de Sir Ian McKellen como Gandalf, mas, apesar de ter gostado muito da do trabalho de McKellen, ele consegue visualisar outros atores no papel de Gandalf, como Sean Connery, Brian Blessed, Derek Jacobi, Anthony Hopkins, Michael Caine e Patrick Stewart, por exemplo.

[b]2 – Os romances de Tolkien são tão ricamente detalhados e suas tramas intricadas com tanta astúcia que futuros diretores estarão aptos a recontar a estória a partir de seus próprios pontos vantajosos.[/b]

Kern diz que “Star Wars” poderia ser refilmado, mas a história poderia unicamente ser recontada, e não re-imaginada, já que cinematograficamente não há mais nada no mundo de SW além daquilo que George Lucas nos mostrou, de uma maneira que não dá oportunidade para um outro diretor dar sua própria visão dos fatos.
Já em SdA, um outro diretor poderia explorar pontos que Peter Jackson não tocou. Doug Kern cita que poder-se-ia fazer uma refilmagem com uma visão mais melancólica da Terra-Média, com os personagens cientes que o mundo tal como conhecem está acabando, e que vitória alguma impedirá que os barcos partam para o Oeste. Segundo ele, PJ tocou apenas superficialmente este tema doloroso.
Da mesma forma, outro diretor poderia refilmar a trilogia sob um aspecto mais infantil, por exemplo.

[b]3 – A computação gráfica continuará a se desenvolver, possibilitando a criação de uma trilogia mais barata e com efeitos visuais espetaculares.[/b]

Kern diz que daqui a vinte anos, será uma tentação irresistível refazer a trilogia com efeitos visuais super modernos. O avanço da computação gráfica permitirá que se faça um filme mais barato, sem a necessidade de dezenas e dezenas de dublês maquiados ou de viagens a diversas locações.

[b]4 – Qualquer fã que assistiu SdA é convencido de que poderia fazer um trabalho melhor na direção da trilogia. Um dia, um desses fãs estará na posição para tal.[/b]

Já passou pela cabeça de todos nós que poderíamos ter feito mais bonito que PJ (pelo menos na nossa cabeça) em diversas cenas dos filmes. Um dia algum novo diretor poderá colocar isso em prática.

[b]5 – SdA = $$$[/b]

Isso é indiscutível. Não só pela bilheteria, mas principalmente pelos produtos licenciados, SdA mostrou-se uma verdadeira mina de ouro. E qualquer estúdio estaria disposto a fazer mais dinheiro no futuro com um remake de SdA.

Daqui a vinte anos, uma refilmagem de SdA parecerá tão óbvia e natural como um novo filme de Hamlet, afinal, os livros de Tolkien e os filmes de Peter Jackson assumiram uma posição canônica da cultura ocidental. Os Hobbits vieram para ficar, e a obra-prima de PJ é apenas a primeira grande exploração cinematográfica do épico do Professor, crê Doug Kern.

O texto completo (em inglês) de Doug Kern pode ser lido [url=http://www.techcentralstation.com/071604C.html]aqui[/url].