Figwit no Conselho de ELrond

O Fenômeno Figwit

Na cena do Conselho de Elrond no filme “A Sociedade do Anel”, um elfo que sequer abre a boca ficou famoso entre os fãs (ainda me pergunto o motivo disso), e foi por eles chamado de Figwit, nome criado a partir das iniciais de “Frodo Is Great, Who Is That?”.
O elfo (que diga-se de passagem é muito feio) acabou ganhando um site ( Figwit Lives ), e agora se torna uma das cartas de “Mount Doom”, a mais recente extensão do “The Lord of the Rings Trade Card Game”. Para a Decipher, Figwit é na verdade Aegnor. Porém, devido à fama do nome Figwit, a carta ainda vem com a frase “Affectionately referred to as “Figwit” by his comtemporaries in Rivendell.” (Afetuosamente chamado de Figwit por seus contemporâneos em Valfenda”) escrita na parte inferior.

Figwit, ou melhor, Aegnor, acompanhante élfico

Observação: Existiu sim um Aegnor nas obras do Professor Tolkien. Contudo, o Aegnor “real” era um elfo muito mais nobre, filho de Finarfin e Eärwen, e irmão de Galadriel. No ano de 455 da primeira Era, quando o cerco a Angband foi quebrado e deu-se início à Batalha de Dagor-Bragollach no inverno, Aegnor e seu irmão Angrod foram mortos. Foi neste mesmo ano que Barahir tornou-se senhor da Casa de Beör, e junto de seus homens salvou Finrod, irmão de Aegnor. Como prova de amizade, Finrod dá um anel a Barahir, que torna-se um legado de sua Casa (o famoso Anel de Barahir), e é usado por Aragorn na época de “O Senhor dos Anéis (aparecendo inclusive nos filmes).