Diálogo entre Faramir, Boromir e Denethor em ADT EE

Uma das cenas mais esperadas da Edição Especial de As Duas Torres é o diálogo entre Faramir, Boromir e Denethor. Ela ajuda
 

Uma das cenas mais esperadas da Edição Especial de As Duas Torres é o diálogo entre Faramir, Boromir e Denethor. Ela ajuda a desenvolver melhor os personagens e a entender a motivação de Faramir quando se vê diante do UmAnel. A cena se passa em Osgiliath e aqui está a transcrição:

Boromir: Esta cidade já foi a jóia do nosso reino. Um lugar de luz, música e beleza. E assim será novamente!

*Os soldados gritam em aprovação*

Boromir: Vamos fazer com que o exército de Mordor saiba disso: Nunca mais as terras do meu povo cairão nas mãos do inimigo!

Boromir: Esta cidade, de Osgiliath, é de Gondor!

Boromir: Por Gondor! Por Gondor!

Faramir: Bom discurso. Belo e direto!

Boromir: Nos dá mais tempo para beber!

*Risos*

Boromir: Lembre-se deste dia, irmão. Hoje, a vida é boa!

Faramir olha para o outro lado.

Boromir: O que?

Faramir: Ele está aqui.

Mostra a chegada de Denethor.

Denethor: Bom trabalho, homens.

Denethor: Onde está ele? Onde está o melhor guerreiro de Gondor? Onde está meu primogênito?

Boromir: Pai.

Denethor: Eles dizem que você cuidou do inimigo praticamente com uma mão nas costas.

Boromir: Eles exageram! A vitória pertence a Faramir também!

Denethor: Você não estava encarregado de proteger esta cidade?

Faramir: Eu o teria feito, mas estávamos em menor número.

Denethor: Você deixou o inimigo entrar e tomar a cidade. Você me envergonha (NT: Ou algo parecido)

Faramir: Não foi a minha intenção.

Boromir fala com Denethor

Boromir: Você não lhe dá crédito algum e ainda assim ele faz a sua vontade.

Denethor e Boromir vão para a próxima sala

Boromir: Ele o ama pai.

Denethor: Não me fale de Faramir, eu conheço a sua utilidade, e ela não é muito grande. Temos coisas mais urgentes para falar agora. Elrond de Valfenda convocou uma reunião. Ele não disse o motivo, mas eu imagino. Rumores falam sobre a arma do inimigo. Ela foi encontrada.

Boromir: O um. A ruína de Isildur.

Denethor: E ele caiu na mão dos Elfos. Todos tentarão possuí-lo. Homens, Anões, Magos. Não podemos deixar que isso aconteça. Esta coisa PRECISA vir a Gondor!

Boromir: Gondor?

Denethor: É perigoso, eu sei. Pois o anel corrompe os corações dos homens. Mas VOCÊ! Você é forte. E a nossa causa é justa. É o seu sangue que está sendo derramado. SEU povo está morrendo. Sauron está aumentando seu exército. Ele voltará! E quando acontecer, teremos poder suficiente para destruí-lo. VOCÊ DEVE IR! Traga-me este poderoso presente.

Boromir: Não. Meu lugar é aqui, com o meu povo. Não em Valfenda.

Denethor: Você negaria a vontade do seu próprio pai?

Faramir: É preciso ir a Valfenda? Mande-me em seu lugar então.

Denethor: Você? Ha, claro. Uma chance para Farmir, capitão de Gondor, provar o seu valor. Eu acho que não. Eu confio esta missão apenas ao seu irmão. O único que não falhará.

Boromir prepara-se para viagem

Boromir: Lembre-se de hoje, irmão.

Boromir parte em seu cavalo.

:babar: