valinor

Que tal ganhar o dvd de O Hobbit – Uma jornada inesperada?

Hobbit_Cena2

 

Então você adorou a primeira parte de O Hobbit nos cinemas e gostaria de ter o dvd? E se for de graça, então? Moleza!

A Valinor, em parceria com a Warner, está sorteando 4 dvds de O Hobbit – Uma Jornada Inesperada! Para participar basta responder:

No primeiro filme da trilogia O Hobbit, junto com Gandalf e Bilbo, os anões começaram uma grandiosa e arriscada jornada atras de um objetivo – resgatar o próprio lar. E você? O que faria você se arriscar em uma jornada emocionante? As melhores respostas podem ganhar um DVD do sucesso de bilheteria O Hobbit – Uma jornada inesperada.

 

Para concorrer, você deve deixar a sua resposta aqui mesmo nos comentários da notícia ou no post da notícia na nossa página no Facebook  O resultado sai dia 10 de Maio, aqui mesmo na Valinor, no Facebook e também no nosso Twitter.

Gostou? Dá um curtir na nossa página, siga a gente no Twitter e boa sorte!

Comentários

  1. Oque me faria partir em uma jornada inesperada?

    Eu sempre me imagino estar em uma aventura , na floresta das trevas , valfenda , enfrentando orcs ,trolls oque viesse eu enfrentaria ,junto com a compania de Thorin escudo -de -carvalho , Gandalf e o meu querido Bilbo Bolseiro , eu gostaria de poder sentir a adrenalina de estar passando dos limites da minha terra e sentindo o prazer de ver o mundo a fora e poder enfrenta -lo , oque eu não daria para enquanto estou sentanda em um banco no jardim de minha casa soprando anéis de fumaça , poder ouvir a voz de Gandalf falando “Eloisa , estou procurando alguem para participar de uma aventura ” .Mas enquanto isso não acontece ,eu vejo os maravilhosos campos do condado , as florestas sombrias e as mais altas montanhas pelo filme O Hobbit ,imaginando quando eu estarei , junto há eles em busca de retomar Erebor .

  2. Inventaria uma máquina do tempo para conseguir bater um papo com o professor, além de conseguir um autógrafo seu e, de quebra, assistir à uma fantástica aula!
    É claro que um pouco de coragem, uma boa dose de sorte e um anel mágico facilitariam bastante a jornada!

  3. Um ideal, um sentimento de honra que separa o bem do mal e que não nos dá alternativa além de seguir em uma jornada inesperada.

  4. O que me faria partir em uma jornada inesperada?

    A sede por aventura, a ânsia pelo desconhecido, a necessidade de se conhecer outros povos/culturas, o desejo por glória e a honra por ser o agraciado a se juntar à comitiva, esses pequenos motivos, embora simplórios, me fariam deixar o conforto da minha Toca e partir numa jornada inesperada!

  5. O que me faria partir em uma jornada inesperada?

    Provar para a pessoa de que se gosta o quanto se está disposto a arriscar, independentemente das circunstâncias..

  6. O que me faria partir em uma jornada inesperada?

    Provar para a pessoa de que se gosta o quanto se está disposto a arriscar, independentemente da situação.

  7. Eu iria numa jornada emocionante para sentir a adrenalina do desconhecido, ter a oportunidade de conhecer os meus limites e a minha coragem, explorar o mundo, afinal, “ele está lá fora”.

  8. O que faria você se arriscar em uma jornada emocionante?

    Se meu amigo pegasse meu livro do Senhor dos Anéis emprestado e mudasse do Brasil, fosse para outro país, e não me dissesse para onde foi.

  9. O que faria você se arriscar em uma jornada emocionante?

    Simplesmente pelo prazer de poder viajar pelo mundo da Terra Media e viver uma aventura, no lugar que eu tanto venero e admiro a tantos anos da minha vida!!

  10. A CORAGEM de lutar por aqueles que não podem se defender, a HONRA de agir em favor da verdade e da justiça, o AMOR por aqueles que nos são ternos, e a FORÇA para derrotar tudo aquilo que é maléfico e que tenta destruir as maravilhas deste mundo que amamos, pois não temo a morte ! O que temo é a doença chamada PREGUIÇA ! HOJE EU LUTO !!!!!

  11. O que me faria partir em uma jornada inesperada?

    Um grande tesouro não me seria tão atraente. Mas se existe uma coisa que me expulsaria de casa em direção à estrada seria o desejo pela descoberta, a busca por meu novo alguém, a certeza de me surpreender com o que ainda há de belo no mundo. Eu enfrentaria neve e fogo, “trevas, frio e meia luz”, salões escuros e rocha fria, eu enfrentaria uma jornada inesperada se pudesse provar que ainda há beleza e boa vontade no coração dos homens – assim como nas esperanças de nosso Mestre Tolkien.

  12. O que faria você se arriscar em uma jornada emocionante?

    Na verdade a resposta é fácil. Se tivesse alguma coisa que eu quisesse verdadeiramente, eu iria em qualquer aventura para conseguir, se eu desejasse algo de todo o coração, isso faria eu ir até os lugares mais distantes, não importante se seria difícil, demorado ou mesmo impossível, eu iria atrás e me arriscaria a qualquer aventura para conseguir. Pois nós temos que brigar pelo que queremos, não desistir antes de tentar. Porque só o que me trás felicidade e realização, são minhas conquistas, tudo que eu me esforcei e consegui na minha vida.

  13. Inyë tyë-suilantëa, (Eu o saúdo,) eu pensei em um dia sair em uma jornada para ir até Valfenda, conhecer os suntuosos salões de Erebor, ver Lothlórien e contemplar a beleza de Galadriel e a magnitude dos primogênitos de Ilúvatar, contemplar as grandes florestas de Fangorn e a Floresta Verde. Mas então eu percebi que era um sonho quase impossível, a menos que eu usasse minha imaginação mais uma vez para contemplar o esplendor de Valinor e da Terra-Média através dos escritos de J.R.R. Tolkien. E é assim até hoje, mas eu daria qualquer coisa para poder ouvir umas batidas na porta, e depois de ver e reconhecer uma conhecida cabeleira branca, poder ouvir “Estou procurando alguém para participar de uma aventura”. Isto sim, mesmo depois de eu ter imaginando, seria completamente inesperado, mas eu iria mergulhar nesta jornada de cabeça, para estar na antiga Terra-Média, para conhecer o maravilhoso mundo de Tolkien. Merin anda lelya (Espero que seja uma longa jornada)
    Nai anar caluva tielyanna, Namárië! (Que o Sol brilhe sobre seu caminho, Adeus!)

  14. o que faria eu me arriscar a partir numa jornada seria a possibilidade trazer meu avo de volta a vida, ele adorava historias de fantasia e lagrimas veio aos meus olhos quando eu assisti o filme e pensei que ele não teve a oportunidade de assistir um clássico desses.. o mesmo aconteceu quando assisti o senhor dos anéis….

  15. Eu me arriscaria numa aventura emocionante para o que quer que fosse me fazer genuinamente feliz, incluindo a jornada.

  16. O que me faria partir numa aventura?
    Bem, um aventureiro sempre existe no interior de cada pessoa, até mesmo de um hobbit do condado, que são uma raça menos propícia a se aventurar, mas como o próprio Gandalf disse ”O mundo não está em seus livros e mapas; está lá fora”.
    Eu partiria em uma aventura que me levasse não apenas a riqueza e glória, eu gostaria de ver lugares que poucas pessoas viram, andar em longas planícies, subir montanhas, atravessar vaus, sentir o vento gelado de manhã no rosto, fazer uma fogueira para se aquecer e cozinhar um belo jantar, e sem duvida a melhor de todas, ter várias histórias para contar a seus filhos e netos.
    Pois, novamente como disse Gandalf ”Descobri que são as pequenas coisas, as tarefas diárias de pessoas comuns, que mantem o mal afastado, simples ações de bondade e amor”.
    Para mim, preciso apenas disto e de nenhuma outra prova para me aventurar em uma jornada seja ela inesperada ou não.

  17. O que me faria arriscar em uma aventura?
    Bem, como o próprio Gandalf disse ”O mundo não está em seus livros e mapas; está lá fora”.
    Eu sairia em uma aventura não por riqueza ou glória, e iria se, eu passasse por lugares que poucas pessoas passaram ou conheceram, gostaria de andar pelas planícies, subir montanhas e montes, atravessar vaus, sentir o vento gelado da manhã no rosto, acender uma fogueira para se aquecer e cozinhar um belo jantar, mas principalmente ter uma grande história para contar aos filhos e netos.
    E novamente como Gandalf disse: ”Descobri que são as pequenas coisas, as tarefas diárias de pessoas comuns, que mantém o mal afastado, simples ações de bondade e amor”.
    Eu só presciso disso para me aventurar, seja ela uma jornada inesperada ou não.

  18. O que me faria partir numa aventura?
    Bem, um aventureiro sempre existe no interior de cada pessoa, até mesmo de um hobbit do condado, que são raça menos propícia a se aventurar, mas como o próprio Gandalf disse ”O mundo não está em seus livros e mapas; está lá fora”.
    Eu partiria em uma aventura que me levasse não apenas a riqueza e glória, eu gostaria de ver lugares que poucas pessoas viram, andar em longas planícies, subir montanhas, atravessar vaus, sentir o vento gelado de manhã no rosto, fazer uma fogueira para se aquecer e cozinhar um belo desjejum, e sem duvida a melhor de todas, ter várias hitórias para contar a seus filhos e netos.
    Pois, novamente como disse Gandalf ”Descobri que são as pequenas coisas, as tarefas diarias de pessoas comuns, que mantem o mal afastado, simples acões de bondade e amor”.
    Para mim, presciso apenas disto e de nenhuma outra prova para me aventurar em uma jornada seja ela inesparada ou não.