Omelete visita sets do “O Hobbit” e lista 50 curiosidades sobre o filme

O correspondente Steve Weintraub, do Collider, e parceiro do brazuca Omelete.com, visitou os sets de O Hobbit no meio do ano e teve a oportunidade de conhecer os estúdios e de falar com o elenco.  A partir dessa visita invejada por qualquer nerd, o Omelete traz 50 curiosidades inéditas sobre um dos filmes mais aguardados de 2012. Ao ler a extensa matéria, você saberá que:

  • Gandalf será mais amável em O Hobbit que sua versão de O Senhor dos Anéis, mas isso não significa que não existam momentos intensos (as cenas com Thorin em especial – haverá uma relação ligeiramente antagônica entre os dois líderes).

 

  • Ian McKellen disse que gostaria de ver uma minissérie de televisão com umas 13 horas de duração que adaptasse o livro em cada detalhes minucioso.

 

  • Tanto o pai quanto o avô de Thorin foram acometidos da “doença do dragão”, uma obsessão letal por ouro.

 

  • Para Armitage [intérprete de Thorin] imaginar a destruição que Smaug causou nas terras de seu povo, ele pensou em como seria se ele fosse um sobrevivente de Hiroshima.

 

  • Matt Aitlen, da WETA Digital, disse que eles – como muita gente notou nos trailers – não redesenharam Gollum. Apenas aplicaram os novos recursos tecnológicos disponíveis, para tornar seu comportamento mais natural e realista.

 

  • Nenhum dos elementos digitais criados para O Senhor dos Anéis foi reaproveitado em O Hobbit. O salto tecnológico em 10 anos foi grande demais.

 

  • A única tecnologia de maquiagem que permanece exatamente a mesma de O Senhor dos Anéis é a usada para as orelhas dos elfos – a gelatina. Entre 600 e 800 orelhas élficas foram criadas para os filmes.

 

  • As perucas de Galadriel, Legolas e Frodo são exatamente as mesmas que os atores usaram em O Senhor dos Anéis.

 

  • O figurino de Gandalf é o mesmo de A Sociedade do Anel, mas ele ganhou um cachecol élfico. A roupa não é a mesma que Ian McKellen vestiu no primeiro filme, porém. Essa está guardada sob condições controladas e preservada. A WETA valoriza cada item criado dentro de suas instalações como artesanato neo-zelandês.

 

  • A individualização dos anões inclui peculiaridades como: Ori é adorado pela sua mãe e ainda usa os lacinhos que ela amarrou aos seus cabelos antes de ele sair na jornada. Dwalin é um guerreiro experiente e mostra suas cicatrizes como troféus. Dori controla o dinheiro do grupo e gosta de arrumar seu cabelo de maneira excêntrica. Bifur tem um machado orc cravado em sua cabeça, o que lhe causa um tique nervoso e alguns problemas mentais. Bombur é o mais gordo e forte dos anões e gosta de usar sua barba como uma corda para enforcar orcs. Gloin tem referências diversas a seu filho, Gimli, e os dois vão se parecer tanto nas roupas quando no armamento. Nori tem a silhueta mais dramática. Balin não tem bigode. Thorin é o mais simétrico e bonito de todos, devido à sua nobreza.

 

  • No livro, os anões são distinguíveis pelas cores de seus capuzes. A ideia era um tanto simplista para o filme, então essas cores foram incorporadas em elementos diversos do figurino dos 13 personagens.

 

  • . Esta versão de Valfenda será muito mais colorida e brilhante, pois os anões e Bilbo chegarão à cidade no meio do verão. Em O Senhor dos Anéis eles mostram o lugar no outono.

Mas lembre-se que são 50 as curiosidades! Portanto, vale uma visita ao Omelete.com para ler a matéria na íntegra e se deliciar com todas as informações. Então, acesse: O Hobbit – Uma Jornada Inesperada | Visitamos o set do filme na Nova Zelândia!

Fonte das imagens: Galeria do Omelete – Empire Magazine

Comentários

  1. Excelente matéria da Omelete. Um prato cheio de novidades. Em breve eles irão liberar as entrevistas feitas com o elenco.

  2. Não é por nada não mais o personagem que to mais gostando dos anões é o Bombur, esta exatamente como eu imaginei no livro.

  3. Olha, estou longe de ser desses puristas chatos e coisa do tipo (loooonge disse, mas a anos luz!), mas essas descrições dos anões (machado na cabeça, lacinhos etc. etc.) não são muito agradáveis, não sei se vcs concordam…

    1. Eu já gostei, to curtindo demais essas características que eles estão colocando nos anões. Se for seguir cegamente o livro, os anões só seriam diferenciados pelo capuz, alguns deles nem diálogos tem no livro, ou são citados raramente. O Ori do laço e o Bofur do machado na cabeça são um deles, se for ser purista, ambos seriam meros figurantes no filme.

      Pra mim PJ ta acertando em cheio.

  4. O único ponto em que eu estava pensando era: assim como alguém disse num comentário numa notícia anterior, fica sempre parecendo que os elfos são super-heróis ou coisa do tipo. O meu único receio seria o de um bando de anões meio idiotas, entende? Mas claro, não dá pra dizer isso só pelas notícias e pela brevidade dos spots. E também estou muito ansioso pelo filme, claro! =]

    1. Eu tbm to meio receoso quanto a como será os anões, mas ao meu ver, PJ ta atribuindo estas características no intuito de deixar a trama mais leve, mais proximo do clima do livro(que é semelhante a um tipico conto de fada), por iso esse tom mais divertido e mais pueril. Agora quanto aos elfos, Tolkien já os descreve meio que desta forma em toda a sua obra (vide Silmarilion).