Howard Shore e o processo criativo da trilha sonora para a Terra-média

O Compositor canadense Howard Shore, que está compondo novamente a trilha sonora para a Terra-média – dessa vez para O Hobbit – deu uma entrevista em áudio para o Classifilm.co.uk  Eis alguns trechos:
Questionado sobre a renovação da sua parceria com Peter Jackson para O Hobbit, ele diz que:

 

“Estar de volta à Terra-média é uma coisa maravilhosa. Ele é um diretor incrível. Ele vê onde você está indo e como irá interpretar o papel, e então o guia – é um processo delicado”.

 

Ele descreve o processo de composição para O Senhor dos Anéis, que se imagina deve ser bastante similar para O Hobbit:

 

“Eu ainda estou compreendendo-o em algum grau. Meu envolvimento é o meu lápis, a página, as barras de música na minha frente, e a orquestração. É um processo contínuo que é feito todos os dias. O livro sempre está aberto na minha mesa, e estou sempre lendo as palavras de Tolkien. Estou olhando para as imagens maravilhosas de Peter Jackson, e criando a música a partir da minha intuição sobre a história e como me sinto sobre esses momentos. De certa forma é um processo um tanto íntimo. O papel está apenas na sua frente, o livro está aberto, o filme está sendo executado em uma pequena tela ao lado. E você está apenas ligando a história ao drama e ao livro. É trazido à vida por atores maravilhosos como Viggo Mortensen e Christopher Lee. É uma forma de se conectar aos personagens de uma maneira muito íntima. Quando eu assisto Ian McKellen na tela eu me ligo a ele de uma maneira quando eu assisto todas as performances. E assim, você sente como se estivesse dentro do filme, você está trabalhando dentro da história”.

Sobre os livros de Tolkien, ele diz:

“Sua narrativa tem um valor tão fantástico e características humanas. Tolkien escreve tão bem sobre coragem, amizade, honra e sacrifício e amor ao país. Ele faz isso tão bem. Particularmente o que eu amo é que ele escreve sobre a natureza muito bem”.

A dica e o texto são de nossa amiga Ana Cris. Créditos a ela! Obrigado mais uma vez, Ana!

_________________________________

Neste aniversário de morte de J.R.R. Tolkien (2 de setembro de 1973), é reconfortante saber que um profissional da envergadura de Howard Shore não só guia seu fantástico talento para encontrar o de Tolkien e, assim, criar uma comunhão com ele, como também admira e respeita o que ele escreveu, e tem seus escritos como direção e inspiração principal.

Comentários

  1. Grande Clodovi… digo, Howard Shore. Ok, falando sério agora, Howard Shore criou uma ambientação sonora incrível para a trilogias de SDA, e já que ele está trabalhando com o mesmo diretor e o mesmo processo criativo, espero novamente uma grande trilha sonora.

  2. O Maestro HS é fantástico. Peter Jackson foi extretamente feliz em mantê-lo no staff. Particularmente, a música White Tree completa (algo em torno de 7 min.) é a melhor música da trilogia uma vez que reúne todos os cocneitos musicias alí. A sifonia da orquestra é nota 10

    1. Eu diria que não foi só no Maestro que o Peter Jackson acertou, eu diria que ele mandou bem com toda a equipe.. nota 10..

  3. “As filmagens voltam a acontecer no início de setembro, com equipes espalhadas para filmar em 30 locais na Ilha do Sul da Nova Zelândia, incluindo áreas próximas a Mount Cook, ao sul de Queenstown e Dunedin”

    1. Segundo a Carolynne Cunningham (o braço direito do PJ durante as filmagens) disse no segundo videoblog, as filmagens voltam 05/09, ou seja, amanhã. Apesar de que, ao que parece, muita coisa já anda rolando desde o mês passado, com o retorno dos atores do 1º bloco de filmagens e a chegada dos novos atores. Até o Stephen Fry parece ter retornado para a Inglaterra já.

      1. È NÓIS! Será que vai aparecer alguma coisa no Facebook?
        E que isso,Adão,tá querendo entrar pra equipe também? ^.^

  4. Pessoal pelo que andei lendo em artigos pela internet, a data de retorno das gravações estão marcadas para a próxima segunda feira 05/10. Logo logo teremos mais noticias oficiais das gravações!